Furacão Irma volta a ganhar força e é elevado para categoria 5

O Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos afirmou que o furacão Irma voltou a se fortalecer nesta noite e foi novamente elevado para categoria 5, a mais forte, com ventos máximos sustentados de 257 quilômetros por hora. O Irma havia sido rebaixado para categoria 4, mas, ao atingir Cuba, voltou a ser elevado para o maior nível possível. Na última terça-feira, a instituição afirmou que o Irma é o furacão mais forte já registrado na história do Oceano Atlântico. Para especialistas, a força da tormenta é o resultado da inusual subida de temperatura de parte do Atlântico. De acordo com o meteorologista da World Weather Jared McWilliams, o Irma tem potencial de causar sérios danos em Cuba e na Flórida. O Estado americano deve ser atingido na manhã de domingo, de acordo com o Centro Nacional de Furacões dos EUA. A tempestade está a cerca de 485 quilômetros de Miami. O Irma não é o único a preocupar. Após a passagem do Harvey, na semana passada, pelos Estados americanos do Texas e da Louisiana, o furacão Katia está no Golfo do México, e tem categoria com 1, com ventos de no máximo 120 quilômetros por hora. Meteorologistas esperam que a força do Katia diminua nas próximas 24 horas. No Atlântico, o furacão José quase atingiu a categoria 5, com ventos próximo a 250 quilômetros por hora. O José está a cerca de 430 quilômetros a leste das Ilhas de Sotavento.

Fonte: Bahia Notícias