Lauro: Grupo de pais de alunos ameaça agredir professores com ovos

Um suposto grupo de pais de alunos da rede municipal de Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), promete agredir professores com ovos. As menções às possíveis agressões foram veiculadas através de mensagens por WhatsApp. Em uma delas, um homem, que se diz pai de um estudante, diz que “vai chegar caixa de ovo para os professores” e alega que o filho tem que ficar com ele porque não haverá aulas na semana que vem. O fato ocorre devido à paralisação de 48 horas anunciada pelos trabalhadores da educação na próxima semana. Segundo o sindicato da categoria [Asprolf], a parada se deve a “uma quebra de acordo com a prefeita Moema Gramacho”. Conforme os docentes, entre as pautas discutidas e depois “negadas” estão o deferimento de processos administrativos; seguridade no contrato dos profissionais REDA, além de isonomia salarial e de vencimento, regência e extra classe, reserva de carga horária; e a volta da eleição direta para diretor e vice de escola. No áudio, o suposto pai diz que as agressões devem ocorrer nas escolas Solange Coelho, Dois de Julho e José Ramos. “Vou comprar ovo para meter nos professores. Os pais vai [sic] comprar ovo, já tamo [sic] acertando com o pessoal aqui. A gente vai jogar ovo contra os professor na seção. No WhatsApp, agressores chegam a ameaçar até invadir a sede do sindicato dos docentes como forma de obrigá-los a não fazer a paralisação.

Fonte: Bahia Notícias