Polícia do RJ procura pai que aparece em vídeo tentando estuprar a filha

A Delegacia de Criança e Adolescente Vítima (Dcav) tenta prender desde 4 de outubro um homem suspeito de estuprar a filha desde criança, na Baixada Fluminense. Hoje, com 16, ela conseguiu parar com os abusos depois de gravar um vídeo mostrando uma das tentativas de estupro.

O vídeo, ao qual o G1 teve acesso, já está com a polícia. Segundo investigações da Dcav, a vítima relatou em exame de corpo delito que foi estuprada pela primeira vez pelo pai aos 10 anos de idade. O exame revelou que a jovem não era mais virgem e que foi forçada a ter seis relações sexuais com o pai, sem preservativo. “Mandava transar direito, fazia ameaças, dizendo que ia matá-la”, diz o documento.

A polícia pediu a expedição do mandado de prisão temporária no dia 28 de setembro, depois de assistir ao vídeo e devido aos relatos da jovem. O mandado foi deferido pela justiça. O caso está em fase de inquérito e o autor ainda não foi denunciado à Justiça. No entanto, no dia 5 de outubro, a polícia procurou o homem no seu local de trabalho, e ele não foi encontrado desde então.

“O mais importante, além do cumprimento desse mandado de prisão, é que ele responda pelos crimes sexuais, e que ele dê a sua versão dos fatos. Nesse momento, quanto mais vítimas forem identificadas, mais medidas protetivas podem ser concedidas e novos inquéritos podem ser feitos. O padrão desse comportamento são ações reiteradas”, afirmou a delegada Juliana Emerique, titular da Delegacia da Criança e Adolescente Vítima (Dcav).

Fonte: G1