Anvisa aprova quatro novos medicamentos para tratamento de câncer

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou quatro novos medicamentos para tratamento de câncer. O Revlimid (Lenalidomida) é indicado para pacientes com mieloma múltiplo refratário ou recidivado que já tenham recebido pelo menos um tratamento anterior. A lenalidomida também é indicada para pacientes com anemia dependente de transfusões decorrentes de síndrome mielodisplásica. O produto será fabricado pela empresa Celgene International, na Suiça. O dono do registro no Brasil é a Celgene Brasil Produtos Farmacêuticos Ltda. Já o Akynzeo (netupitanto + palonosetrona) será fabricado pela empresa Helsinn Birex Pharmaceuticals Ltda, na Irlanda, e é indicado para a prevenção de náuseas e vômitos agudos ou tardios em pacientes que estão passando por quimioterapia. A detentora do registro no Brasil é a empresa Mundipharma Brasil Produtos Médicos e Farmacêuticos Ltda. O Imfinzi (durvalumabe)  foi aprovado com indicação para o tratamento de pacientes com carcinoma urotelial localmente avançado ou metastático que tiveram prograssão da doença durante ou após a quimoterapia à base de platina. O produto também é indicado para pacientes que tiveram progressão da doenças em até 12 meses de tratamento neoadjuvante ou adjuvante com quimioterapia contendo platina. O Imfinzi foi registrado pelo laboratório farmacêutico Astrazeneca do Brasil Ltda. Por sua vez, o Lartruvo (olaratumabe) é indicado para pacientes com sarcoma de tecido mole avançado que não podem fazer radioterapia ou passar por cirurgia e que não foram previamente tratados com antraciclínicos. O produto foi registrado pela Eli Lilly do Brasil Ltda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *