Carnaval: Suspeito de agredir universitário na Graça será apresentado nas próximas horas,diz polícia

Edson Rodrigues dos Santos, 27 anos, foi preso na madrugada desta quarta-feira (14), suspeito de agredir o estudante de engenharia mecânica Kaíque Moreira Abreu, 22, na madrugada de sexta (9), na Graça. O jovem está internado em estado gravíssimo no Hospital Português.

A Polícia Civil apresenta Edson à imprensa nesta quarta, a partir de 15h, na sede do órgão, na Piedade. Ele foi preso em casa, na Capelinha de São Caetano.

Segundo a delegada Carmen Dolores, titular da 14ª Delegacia (Barra), que investigou o caso, Edson já possui histórico de agressão – além de ter baleado uma pessoa, já respondeu por violência doméstica.

 No momento do ataque, Edson estava acompanhado de outros quatro amigos – desses, dois eram adultos e dois adolescentes de 15 e 17 anos. No entanto, segundo a polícia, somente Edson agrediu Kaíque.
De acordo com o delegado José Bezerra Júnior, diretor do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Edson e os outros foram localizados pelas imagens das câmeras de segurança que registraram o crime. Através delas, a polícia localizou o veículo  em que fugiram após a agressão. O caminhão estava estacionado na Rua Manoel Barreto.
Na noite de terça-feira (13), policiais encontraram os quatro colegas de Edson no caminhão, indo em direção ao circuito Barra-Ondina (Dodô). Ao serem abordados, eles confirmaram que estavam envolvidos na ocorrência. Foi a partir dos amigos que Edson foi encontrado e preso por policiais do DHPP.
 A justificativa de Edson para cometer o crime foi que ele havia sido agredido no circuito e quis “descontar” em alguém.Quando voltava para o caminhão, que o levaria junto com os amigos para casa, viu Kaíque subindo a ladeira e o atacou com murros. O jovem retornava do Carnaval, por volta de 3h, quando foi atacado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *